Pastoral do Dízimo

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=0tIKeA2lc3k

PASTORAL DO DÍZIMO DA COMUNIDADE DIVINO ESPÍRITO SANTO

MENSAGENS AOS DIZIMISTAS

Querido irmão(ã)  dizimista
Nossa prioridade como igreja neste ano é conhecermos e trabalharmos o Projeto Arquidiocesano da Pastoral do Dízimo, que será implantado no ano que vem.
Algumas idéias básicas que temos que trabalhar dizem respeito à compreensão clara e ao aprofundamento do que é viver o correto dízimo e isto  faremos a partir do que Jesus nos revela sobre Deus.
Teologia é uma palavra sobre Deus, a partir de Deus. A teologia da gratuidade, desenvolvida por Jesus, a partir de seu conhecimento do Pai, mostra claro que Deus é doador de tudo e sua doação é totalmente gratuita, generosa, partilhada e ilimitada.
A esse Deus nós queremos agradecer oferecendo um pouco de tudo o que Dele recebemos, também de maneira mais gratuita, mais generosa, mais partilhada e mais ilimitada.


Querido irmão(ã)  dizimista
Como vimos na mensagem anterior, Deus se dá à nós de forma gratuita, generosa, partilhada e ilimitada.
A esse Deus nós queremos agradecer oferecendo um pouco de tudo o que Dele recebemos, também de maneira mais gratuita, mais generosa, mais partilhada e mais ilimitada.
O contrário disso se dá quando vivemos o dízimo sob a ótica do mercado, que se reflete na:
1.      “teologia da prosperidade”, que se baseia na retribuição: dar para receber.
2.      “teologia do interesse”, que se baseia na recompensa: pagamos para sermos recompensados, para adquirimos o mérito de recebermos gratuitamente os serviços da Igreja  (sacramentos, intenção de missa, encomendação dos mortos, uso do salão);
3.      “teologia do acúmulo”, que se baseia na compra da falsa “felicidade”, sem percebermos que a verdadeira felicidade consiste em partilhar. 
4.      “teologia da miséria”, que se baseia na idéia da oferenda mínima à Deus.

Querido irmão(ã)  dizimista
Por sua  vida e ensinamento Jesus revela a Deus como amor que se dá à nós de forma gratuita, generosa, partilhada e ilimitada. Isto se expressa na “teologia da gratuidade”.
Espiritualidade  é o como  vivemos e respondemos à nossa compreensão do amor de Deus.
Viver o dízimo sob esta compreensão expressa-se em:

1.      “Epiritualidade eucarística”: viver a Eucaristia é celebrar a total gratuidade do Filho de Deus para nos salvar e celebrar a nossa sempre maior gratuidade para com Deus e os irmãos.
2.      “Espiritualidade da oferenda”: junto com o pão e o vinho devemos nos educar para oferecer o que temos e o que somos para participarmos da oferenda maior e mais agradável a Deus: o Corpo e Sangue de Jesus, entregue para nossa salvação .
3.      “Espiritualidade da partilha”:  Jesus, na Eucaristia, partilha sua salvação a todos. Só a partilha é que salva. Só a partilha torna feliz.
4.      “Espiritualidade missionária”: nossa Igreja – comunidade de Fé – existe para evangelizar todo o povo de Deus aqui presente. Aqui é nossa “terra santa” que precisa ser evangelizada para ser também evangelizadora.
Pelo dízimo, a oferenda cristã no altar da Eucaristia, tornamo-nos discípulos missionários: celebramos a partilha, ajudamos os pobres, promovemos a evangelização e provocamos a missão.

       Querido irmão(ã)  dizimista
        O Projeto Arquidiocesano da Pastoral do Dízimo busca concretizar alguns sonhos:
1)      O sonho de desvincular o dízimo-oferenda das “teologias da prosperidade, interesse, acúmulo ou miséria”;
2)      o sonho de separar o dízimo-oferenda da recepção dos sacramentos;
3)      o sonho de perceber a não-obrigatoriedade dos fiéis em serem dizimistas-oferentes;
4)      o sonho de constatar nos fiéis que seu dízimo oferenda é mais gratuito, mais generoso, mais partilhado e mais ilimitado;
5)      o sonho de vivermos sempre mais a dimensão sagrada do dízimo-oferenda;.
6)      o sonho de darmos sempre mais a dimensão comunitária ao dízimo oferenda.
7)      o sonho de celebrarmos correta e intensamente o rito de apresentação das oferendas no altar da Eucaristia.
8)      o sonho de sempre darmos a verdadeira finalidade ao resultado do dízimo-oferenda: celebração da partilha, ajuda aos pobres, promoção da evangelização e provocação da missão.

         Que o Senhor nos permita viver estes sonhos juntos e que, assim, possam virar realidade!

Querido irmão(ã)  dizimista
Nosso próximo passo na Pastoral do Dízimo é tornar concreta, experimental, a correta compreensão e visão do dízimo em nossa comunidade.

Para isso precisamos:
·        Aprofundar  sempre a teologia da Gratuidade e as “espiritualidades eucarística, da oferenda, da partilha e missionária”.
·        Agilizar a Coordenação Paroquial, as Equipes das Comunidades e os Missionários do Dízimo com suas funções.
·        Celebrar a oferta dos dizimistas-oferentes (no segundo final de semana de cada mês).
·        Conhecer melhor, por levantamento cadastral, nossos dizimistas-oferentes para melhor acompanhá-los.
Agradecemos a Deus por tua participação e pedimos tua benção para ti e tua casa.

Querido irmão(ã)  dizimista
Quando partilhamos na Comunidade o que temos e somos, Jesus se faz presente na pessoa de cada irmão e irmã.
Acreditar na Palavra de Deus e fazer a sua vontade nos leva a ofertar o dízimo como resposta generosa ao seu imenso e gratuito amor por nós


Querido irmão(ã) dizimista
 Dízimo é resposta ao amor:
Ofereça ao Altíssimo conforme o dom que Ele deu a você; dê com generosidade, segundo suas possibilidades.
Quando partilhamos os dons do amor eles se multiplicam em fé, esperança e caridade. Tornando nossas vidas mais  felizes













Nenhum comentário:

Postar um comentário